Informações sobre sarampo, causas, sintomas, prevenção e tratamento do sarampo, identificando os tipos de problemas provocados pelo sarampo, as suas manifestações clinicas, a epidemiologia e a forma como é transmitido.

Evolução do sarampo em crianças

Sarampo é uma infecção causada por vírus sendo muito perigosa em crianças malnutridas ou que têm tuberculose ou HIV.
Transmite-se de uma criança para outra por meio de secreções do nariz e da garganta.
Uma ou 2 semanas depois de um contacto com uma criança com sarampo, aparecem os primeiros sinais, como se fosse uma constipação – febre, nariz a pingar, olhos vermelhos e tosse. A criança fica cada vez mais doente. Ao fim de 3 dias de febre, aparece uma erupção fina, primeiro atrás das orelhas e no pescoço, e a seguir no rosto, corpo e membros. No início, a erupção pode ser difícil de notar na pele escura. Neste caso, deve-se observar a pele quando uma luz bate nela de lado. Os primeiros sinais de erupção cutânea de sarampo na face podem ser visíveis desta maneira.
Começa a descamação, assim como manchas de pele com perda de cor, mas a cor volta ao normal quando a criança recupera. Em alguns casos, além da erupção normal do sarampo, podem aparecer na pele manchas de sangue pretas espalhadas (“sarampo preto”). Isso indica que a infecção é mais grave, e pode haver complicações, demorando por isso a recuperação mais tempo. Observe atentamente a córnea para ver se há opacificação. A córnea pode parecer nublada ou opaca, como um copo de água a que se adiciona um pouco de leite. Caso não seja tratada, a córnea pode ulcerar, do que resultará cegueira.
Convulsões, letargia e inconsciência podem surgir. Muitas vezes, depois do sarampo, a criança desenvolve malnutrição grave ou tuberculose. Deve-se avaliar o estado nutricional da criança e segui-la na Consulta da Criança em Risco. As complicações do sarampo são mais frequentes nas crianças com deficiência de vitamina A.
Índice dos artigos relativos a Sarampo
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL